Portal do Governo Brasileiro

Inserção internacional


Através das inúmeras parcerias internacionais no âmbito de pesquisas científicas, demonstradas no ítem intercâmbios, o PPGMET tem mostrado uma crescente internacionalização. Além das publicações científicas internacionais do PPGMET, docente e discente têm sido incentivados a participar de eventos internacionais. Os discentes são ainda incentivados a participar do doutorado sanduíche. A parceria com a CNR-Italia permitiu a ida de um aluno para doutorado sanduiche, Alcimone Comim sob a supervisão do prof Humberto Rizza. O aluno Lucas Vaz Peres realizou o doutorado sanduiche no Laboratoire de l'Atmosphère et des Cyclones - Lacy através da parceria com a Université de La Réunion, França, sob a supervisão do prof Hassan Bencherif. Em 2017, 4 discentes do doutorado já estão aceitos para o Programa de Pós Doutorado (PDSE), isso representa mais de 70% dos alunos elegíveis para participar do PDSE.

A projeção do PPGMET fora do país já tem refletido no ingresso de alunos estrangeiros. Em 2014 recebemos dois alunos cubanos para realizar o mestrado, que em 2016 defenderam suas dissertações em 24 meses e atualmente são docentes do doutorado no PPGMET. Adicionalmente, dos três pesquisadores de Pós-Doutorado vinculados ao programa, um é Peruano.

O PPGMET está trabalhando para a criação do curso de mestrado Minter junto com o curso de Meteorologia da UNA (Universidad Nacional de Assuncion/Paraguay). O curso de Meteorologia da UNA é um curso jovem que ainda demanda recursos humanos especializados em nível de mestrado e doutorado. O projeto Minter alavancará a formação de recursos humanos na área de meteorologia atendendo a demanda do Paraguai e países vizinhos.

A UFSM tem incentivado a internacionalização dos seus PPG, disponibilizando para 2017, 20 cotas do pesquisador visitante estrangeira. O PPGMET recebeu uma cota e contou com um candidato estrangeiro que foi aprovado e atuará como pesquisador visitante estrangeiro no PPGMET por até 4 anos (Lucas Mortarini)

Em fevereiro de 2017 o PPGMET recebeu a visita de uma comissão de professores e pesquisadores da Universidade de Oklahoma quando foi firmada uma parceria de cooperação científica. Esta parceria criará novas oportunidades para que docentes e discentes do PPGMET interajam com cientistas estrangeiros.

 

Intercâmbios Internacionais


A UFSM mantém uma Secretaria de Assuntos Internacionais que gere os convênios internacionais formais para diminuir os tramites burocráticos nas parcerias entre os pesquisadores. Atualmente, a UFSM mantém acordos bilaterais com inúmeras instituições em mais de 30 países (http://w3.ufsm.br/sai/index.php/convenios). Estes acordos formais permitem a troca de pesquisadores e discente com maior eficiência.

A seguir, apresentamos uma descrição dos principais projetos, cooperações e convênio internacionais no PPGMET que permite o intercâmbio, tanto de científico (informação) como de pessoal (visitas cientifica, doutoramento sanduíche)

-Projeto de pesquisa com a participação da University of Bristol-UK, através do Dr. Rafael Rosolém e do NCAR-USA através do Dra. Cândida Dewes, com a participação da EMBRAPA Meio Ambiente, IAG-USP, UNESP/Bauru. No projeto coordenado pelo prof do PPGMET Jonatan Tatsch intitulado Serviços Ambientais Hidroclimáticos associados a legislação ambiental brasileira.

- Cooperação científica entre o PPGMET, através da prof Débora Roberti, e o Instituto Superior de Agronomia (ISA) da Universidade de Lisboa-Portugal, através do Dr. Luis Santos Pereira. Nesta cooperação, estudos dos parâmetros micrometeorológicas para a descrição do processo de evapotranspiração são realizados. Esta cooperação foi fundamental para que a aluna Gisele Rubert pudesse realizar o doutorado sanduiche no ISA no primeiro semestre de 2017. O prof Pereira visitou a UFSM em 2016, palestrando no PPGMET. Ele é um pesquisador com importantes trabalhos na área de evapotranspiração e foi durante mais de 30 anos consultor da FAO, tendo cooperações em diversos países.

- Cooperação científica entre a prof Débora Roberti e o State University of Colorado através do Dr. Ian Baker. Esta cooperação permite que utilizemos o modelo de interação superfície atmosfera Sib3 para calibração, validação e aperfeiçoamento de suas equações na região do Pampa. Este modelo é muito utilizado como condição de contorno de superfície em modelos atmosféricos. Esta parceria foi iniciada quando da participação do Dr. Baker no Workshop Brasileiro de Micrometeorologia

- Acordo de Cooperação Internacional entre a UFSM e o The Institute of Atmospheric Sciences and Climate do CNR-Itália, culminado pela longa cooperação entre diversos prof do PPGMET e pesquisadores do CNR. O objetivo do acordo é promover a integração cientifica na área de ciências atmosféricas entre Brasil e Itália. O Coordenador na UFSM é o prof Gervásio Annes Degrazia e o Dr. Umberto Rizza, é o coordenador deste convenio na Itália. Atualmente o Dr Rizza possui uma Bolsa de Pesquisador Visitante Especial - PVE financiada pelo CNPq. Neste acordo, o doutorando do PPGMET, Alcimoni Comin, foi contemplado com uma bolsa de doutorado Sanduíche em 2015. Incentivado por este acordo, o Dr. Lucca Mortarini, foi contemplado com uma bolsa de professor visitante de 4 anos no PPGMET.

- Projeto de pesquisa em conjunto com a UFGRS para a capacitação laboratorial e formação de recursos humanos em energia eólica e energia heliotérmica, intitulado ‘STROMA - Simulação da camada limite planetária estratificada em túnel de vento na presença de aero-geradores’. O Prof Gervásio Degrazia é o coordenador do projeto, com cooperação internacional com o Prof. Adrian Wittwer da Universidad Nacional del Nordeste, Argentina. Este projeto tem possibilitado a cooperação de diferentes grupos de pesquisa na realização de simulações em túnel de vento com aplicações na geração de energia eólica. O projeto também envolve e fornece novos conhecimentos para uma empresa de consultoria em diferentes tipos de geração de energia. O Prof. Wittwer tem visitado tanto a UFSM quanto a UFRGS com frequencia. Este projeto tem financiamento do CNPq.

- Participação em projeto de Pesquisa ‘Impact of the Southwestern Atlantic Ocean on South American Climate for the 20Th and 21st Centuries’ desenvolvido por docentes do PPGMET em conjunto com a USP (IAG e IO) e a University of California Santa Barbara/ USA. O principal objetivo deste projeto de pesquisa é compreender a variabilidade climática da América do Sul nos dias atuais com a análise de dados observacionais atmosférica e oceanográfica e analisar cenários climáticos futuros usando dados de Modelos Globais de Circulação e simulações dinâmicas de downscaling através de Modelos Climáticos Regionais (RCMs). A professora Simone Ferraz é coordenadora de uma das componentes deste projeto.

- A Prof. Simone Ferraz do PPGMET é coordenadora em conjunto com o Prof. Tercio Ambrizzi (USP) no subprojeto ‘Detecção, atribuição e variabilidade natural do clima’ do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas (INCT-MC). O INCT-MC é uma abrangente rede de pesquisas interdisciplinares em mudanças climáticas e se embasa na cooperação de 90 grupos de pesquisa de 108 instituições e universidades brasileiras e 18 estrangeiras. Envolve mais de 400 pesquisadores, estudantes e técnicos, constituindo-se na maior rede de pesquisas ambientais já desenvolvida no Brasil.

- Colaboração científica do Prof Otávio Acevedocom a Dr. Jielun Sun (NCAR-EUA) e Dr. Larry Marth (NWSA -EUA) para estudos de Camada Limite Atmosférica. O prof Otávio Acevedo visitou o NCAR-EUA participando de reuniões científicas e definido futuros trabalhos em conjunto.

- Participação no projeto ATTO (Amazon Tall Tower Observatory). Esta é uma cooperação internacional liderada pelo INPA e o Max Plank Institute for Chemistry, Mainz – Alemanha e com a participação de diversas outras instituições entre as quais a UFSM. A principal linha de pesquisa do projeto envolve observações micrometeorológicas e de química da atmosfera em uma torre de 320 m de altura. A UFSM é oficialmente uma das instituições co-executoras, participando desde a fase de planejamento do projeto, e incluindo as de instalação, análise do dados e publicações. O discente Pablo e o Prof. Otávio Acevedotêm participado de campanhas intensivas. Alguns pesquisadores do ATTO têm participado regularmente do Workshop Brasileiro do Micrometeorologia na UFSM.

- Participação no projeto GO-Amazon, no sub-projeto liderado pelo prof Marcelo Chameki, da UCLA-EUA e José Fuentes da Penn State University (PSU) – EUA, este projeto cujas medidas observacionais encerraram em 2015, continua ativo em fase de análise dos dados. O prof Otávio Acevedo e o aluno Pablo participam ativamente desta fase. Esta cooperação possibilitará a participação do Pablo no doutorado Sanduíche na PSE. Uma reunião cientifica deste subprojeto foi realizada na UFSM em novembro de 2015.

- Há uma cooperação com o grupo do Dr. Scott Miller do ASRC, Albany-EUA com o LuMET para desenvolvimento de ferramentas de estimativas de fluxos em plataformas a bordo de navios. O Dr. Scott visitou a UFSM para reuniões científicas em 2016. Esta cooperação ocorre diretamente com o prof Otavio, seus orientados e o pos doc do PPGMET Luis Gustavo Martins.

- Há uma longa cooperação com o grupo do Dr. David Fitzjarrald da SUNY-EUA. O Dr. Otávio Acevedo foi convidado para reunião cientifica, com apresentação de seminário na SUNY em 2016. O aluno de doutorado Adriano Battisti irá realizar doutorado sanduíche no primeiro semestre de 2017 junto ao Dr. Fitzjarrald.

- Colaboração científica da prof Nahtalie com a Dr. Candida Dewes da NOAH – EUA, para estudos de variabilidade climática na América do Sul. A Dr. Candida tem participado de comitês de orientação de discentes do PPGMET.

- Colaboração científica da prof Nathalie Boiaski com a Dr. Leila Carvalho e do Dr. Charles Jones da University of California Santa Barbara/ USA onde o grupo GPC do PPGMET tem trabalhado em conjunto no desenvolvimento de índices climáticos.

-A prof Damaris Pinheiro e Vagner Anabor participam do Projeto ‘MESO - Modelagem e previsão dos Efeitos Secundários do buraco de Ozônio antártico’, coordenado pela prof Damris no Brasil e o prof Hassam Bencherif da Universidade da Ilha de Reunião na França. Participa também do projeta a Universidade de Reims-França. O projeto é uma cooperação apoiada pelo edital CAPES-COFECUB. O Dr. Bencherif, visitou o PPGMET, proferindo palestras e participando de reuniões. Neste projeto, o discente de doutorado Lucas Vaz Peres realizou o doutorado sanduíche sob supervisão do Dr. Bencherif que coordena o LACY (Laboratoire de l'Atmosphère et des Cyclones), que é uma unidade de pesquisa mista CNRS / Université de la Réunion / Météo-France (UMR 8105). O projeto tem previsão de encerramento em dezembro de 2020 com aprovação de 4 bolsas de doutorado sanduiche e 4 pos-doc, que devem ser todas vinculadas ao PPGMET, além de bolsas para alunos franceses visitarem a UFSM.

- A prof Angélica, participa do projeto de cooperação internacional firmado entre a ESALQ/USP e um grupo de pesquisa do Departamento de Ciências Ambientais da Wageningen University, Holanda. financiado pela CAPES. A prof Angelica esta inserido no estudo da extração radicular, estendido à escala da rizosfera de plantas, objetivando especificamente a previsão do estresse hídrico e a redução do rendimento agrícola associada. A colaboração vem sendo mantida através de visitas USP – Piracicaba para reuniões científicas junto ao prof Quirijn de Jong van Lier. Os dados obtidos no projeto foram coletados pela prof Angelica na Universidade de Wageningen sob a supervisão do prof Klass Metselaar

- Colaboração científica do prof Ernani Nascimento com o National Severe Storms Laboratory (NSSL) da NOAA – EUA no estudo de tempestades severas no sul do Brasil. A cooperação com o Dr Harold Brooks da NSSL envolve a identificação de condições favoráveis a tempestades severas no sul do Brasil e com o Dr. Michael Coniglio no estudo de linhas de instabilidade causadoras de ventos intensos no RS. Dentro desta colaboração o aluno de doutorado Eliton Figueiredo realizará o estágio PDSE no primeiro semestre de 2017.